14 de dez de 2010

Engenheiro de sistema/Técnico de som

Como as coisas funcionam!
Tenho que contar um segredo, sabe o palco, a estrutura de som, a de luz, telão e outros sistemas que envolvem um show? Não pertence a banda! Existe empresa especializada em cada setor de um show. Aqui vou começar falando da empresa de sonorização profissional (Sound-Reiforcement)
Essa empresa é portadora do sistema por um todo que envolve a sonorização de um espectáculo. É ela que tem o Know-how de obter sistema X ou Y e oferecer pro mercado, é algo muito complexo e de estrema responsabilidade. Um sistema de caixa de som pendurado pode chegar a mais de 2.000 quilos. E ao subir esse peso pode triplicar. E como as caixas de som fica pendurada e vibrando com o som durante o evento, existe cálculos que determina a margem de segurança, como por exemplo o nylon é de 7:1. Se o sistema pesa 1.000 quilos, o Nylon tem que aguentar 7.000 Quilos!!! Fora que existe todo um procedimento de segurança para içar esse sistema para ficar na melhor posição em relação a dissipação de som ao público.
Hoje existe softwares que determina a altura, a quantidade de caixas e o posicionamento entre elas e do conjunto das caixas. Mais quem faz isso? Ai entra o Engenheiro de sistema. Eu trabalhei como engenheiro de sistema em uma das maiores empresa da América latina por 10 anos, foi lá que devo todo o meu Know-how adquirido. Você recebe o documento técnico da banda, recebe as informações do espaço a ser sonorizado, trabalha no software pra optimizar a cobertura sonora e dentro da empresa, separa e revisa o sistema a ser utilizado. Um sistema contém, racks de diversos equipamentos. Amplificadores, processadores de sinal, processadores de dinâmica, reprodutores de midia, sistema de transmissor e sistema de receptor sem fio, sistema de gerênciamento de energia, sistema de distribuição de energia, equipamento de alpinimos para o técnico que vai subir para pendurar as caixas de som, racks de mesa de som e racks dos acessório das mesas de som. Fora todo o sistema de cabos.
Uma equipe técnica é formada por FOH engenieer, Stage monitor engenieer, Rigger, AC engenieer, Trucker, Stage technician.
Veja nessa foto, um sistema da marca d&b, pronto para subir. Esse é um sistema de tecnologia Line array (Alinhamento em linha) 99% dos shows hoje usam essa tecnologia, que exige muito conhecimento do engenheiro que vai dimensionar todo o sistema.
Então até agora vimos que, existe um sistema enorme que fica dentro de uma empresa, alguém tem que estudar qual sistema será usado, dimensioná-lo, fazer a logistica de como esse equipamento chegará ao espaço do show, e monta-lo. simples! Já falamos de mais de três dias de trabalho, e o sistema acaba de chegar.
Se o show é as 20hs, a passagem de som é no máximo as 14hs, isso se a equipe técnica for muito boa. Se temos que passar o som as 14hs, então temos que chegar no local do evento as 6hs, pra chegar no local do envento as 6hs, acordamos as 4hs 30min... Se começar o show as 20hs como combinado, o show deve acabar as 22hs, depois entra o som do DJ que acaba as 2hs já do dia seguinte, se a empresa for boa e sua equipe também, as 6hs da manhã está tudo guardado dentro do caminhão! E a equipe técnica chega em casa as 8hs, 28hs depois de ter acordado no dia anterior, isso se não tiver um novo evento a fazer!!! Entendem porque eu nunca sei que dia é hoje e estou sempre cansado? hahaha
Mais as vezes as coisas dão errada... Cálculos mau feito, ou alguém que não fez a lição de casa. Esse sistema estava sendo içado a 13mts de altura, ao sair do chão a estrutura de alumínio não aguentou, e infelizmente eu estava lá em cima, em cima dele, apertando os ajustes! Mais Graças a Deus ninguém se feriu. E nada estragou pois esse é um sistema Turbo-Sound da Inglaterra, o mesmo utilizado nos shows do Pink Floyd e o Oasis.
Aqui estou instalando esse equipamento amarelo que vai puxar pra cima o sistema de caixas de som que chamamos de PA, estou a 16mts de altura, aqui as pessoas ficam pequinininhas lá em baixo, e um erro, ou eu me machuco, ou machuco alguém abaixo de mim, a responsabilidade é dobrada! Essa função é chamada de Riger.
Estou em Minas Gerais.

Nessa foto a direita, estão os equipamentos usados para eu ter segurança e mobilidade lá em cima, para subir e descer.
Aqui envolve conhecimento em trabalho em altura, segundo as normas Brasileiras de segurança, trabalho em altura é tudo que se faz acima de 2mts de altura, um tombo acima de 2 mts pode causar traumatismo craniano!
Uma peça que pesa 100gr, quanto pesa ao cair de 15 mts de altura? Já pensou o que aconteceria se eu derruba-se uma peça lá de cima e caísse em uma pessoa? Percebem que não estamos falando de som nem sistemas?

Como os sistemas de Line array são muito técncicos, é normal que depois de instalados a sua altura pré determinada pelo o engenheiro responsável e pelo software, que precise de pequenos ajustes, ai o Riger tem que subir acima do sistema e descer em uma corda pra chegar até o sistema, trabalhar e voltar ao chão.
Ai entra o conhecimento em rapel, alpinismo. E se não tiver uma pequena experência pode causar problemas. A corda pode enroscar na camiseta, você pode confundir e segurar a parte errada da corda, o nó onde a corda está presa é um nó especifico e assim por diante.

Agora tudo isso tá ligado aonde? Pode ter certeza que não é em uma tomada ou disjuntor.
Tudo isso é ligado a um gerador de energia, dimensionado para sistema de sonorização, pois o consumo pode chegar a 250 Amperes. As vezes até mais! No Reveion de Copacabana usamos 350 amperes! Se não for bem dimensionado como distribuição, cabos e conectores, não tem show. Energia é coisa séria e ela não avisa que vai dar errado!
 Essa foto a esquerda é um show montado na Australia, um dos técncicos foi Guto Monteiro, grande amigo meu que se mudou pra lá pra trabalhar em shows desse porte.
Abaixo a foto de um sistema de grande porte montado na praia de Botafogo/RJ.
Ao fundo o sistema pendurado é da Electro Voice, EUA, 18 elementos por lado.
Aqui a console é 100% digital da Digidsegn Venue series, modelo D-Show.
Nesse evento eu fui o Riger e o FOH engenieer. Foram três dias de montagem, 8 hs de show e 8 horas de desmontagem! Adivinha o que fizemos no avião de volta pra casa: ZZZZZZzzzzzzzzzzZZZZZZZ
Espero que tenham gostado dessa abreviação do que é um show. Estou a disposição para tirar qualquer duvida. Comentem no Blog, ou mandem um Twiiter para @kaduaudio, ou no Facebook kaduaudio, pode ser por e-mail: kaduaudio@hotmail.com!

13 de dez de 2010

Roadie

Wetinho Técnico de Bateria banda Hori
Hoje irei falar de anjos. Sim! Anjos! Disse que seria sobre os Roadies não é? Se eles não são anjos então eu não entendo nada de anjos!
Esses caras, são responsável pelos os instrumentos e acessórios, o que chamamos de Backline!
Backline é: amplificador de guitarra, amplificador de baixo, teclado, bateria, percussão, em fim, tudo que o músico usa. Mais não é simples assim. Além de eles serem responsáveis, eles sabem exatamente como o músico gosta que esteja montado, afinação, tamanho da correia, altura do instrumento e muito mais!
O show na verdade começa um dia ou mais antes da apresentação. Os Roadies vão aonde os Backline estão guardado, revisam, colocam no transporte, supervisiona essa montagem do transporte. Na cidade do show, supervisionam o transporte da onde veio o Backline até o palco, e ai começa o serviço... Como assim? Se percebeu quantas coisas acontece antes deles começarem a trabalhar? Eles estão trabalhando a dois dias já!!!
Lá eles começam a montar a parnafenária toda!!!
Bandas grandes levam seu próprio Backline, como no caso da Hori. Aonde está a parte que os titulam como anjo?
O que é um anjo se não aquele amado que sai do nada e não deixa você se machucar, ou dar alguma coisa errada na sua vida? Eles sabem exatamente a que hora o músico vai querer alguma coisa. Mudar de guitarra, pedir uma água, precisar de uma palheta ou baqueta nóva.
Sem contar que tudo foi montado com muito carinho e dedicação, acredite, se um Roadie não fez seu trabalho direito, o show não tem a mesma energia! Viu quanta responsabilidade?
E quando quebra a corda da Guitarra? Os caras trocam em um tempo menor que uma música, e a entrega afinadinha! Já vi o Witinho Roadie de bateria  do Baterista Xande Bispo, trocar a pele da caixa da bateria antes da música acabar!!!
durante o show eles acessória os músicos tecnicamente e como anjos!
Humberto e seu Kit primeiro socorros
Olhe no detalhe da foto o Roadie Humberto com seu set'up de primeiro socorros cuidando do baixo do Xande Bispo! Isso é 6 horas antes do show!!! Acredita?
Muito bem! Os caras são anjos, são técnicos... Mais e quando acaba o show???
Ai é que o bicho pega, a galera do som quer ir embora, a galera da luz, a do cenário, o palco vida terra de ninguém! Os caras guardam tudo muito rápido pra não estragar nada e supervisionam o carregamento para o transporte! Enquanto o povo já esta lá fora!!! Os caras estão no palco, cuidando de tudo pra que volte pra casa no mais perfeito estado! Em fim, Roadie são os anjos do palco, sem eles até tem show, ninguém é insubstituível, mais ficaria muito mais pobre sem esses caras incríveis! Fora que eu ainda peço ajuda pra eles!!! hehehe
Não da pra não abusar de tanto boa vontade!!! hehehe Obrigado Roadies!!!!

22 de nov de 2010

Light Design

Hoje pra mim é um momento muito especial, pois vou falar de uma profissão que admiro muito! Que é vulgarmente chamado de Iluminador. Pode um nome desse? Como esse cara que tem toda essa responsabilidade pode ser chamado assim?
Por isso que no titulo dessa "postagem" dei o nome de Light Design!
Na verdade, o Light Design é o cara que cria a luz, de um um espetáculo de teatro, de um programa de TV, de um filme, (mais ai tem o diretor de fotografia), e o que cria a do show. Porque é importante e o que é criar uma luz? Em show por exemplo, a luz não faz apenas efeito pra gente se empolgar, ela nos traz sentimentos, e o light disign tem que saber muito bem disso, ele tem que sentir o momento, o que a música quer dizer, o que o compositor sentiu naquela hora, o que o interprete está sentindo e transformar isso em luz, tarefa difícil não acha?
Ele que escolhe as cores, a que horas vai usar essas cores e que tipo de refletor vai usar. Isso te da um opção enorme de tendências e pode somar com o show, ou acabar com o show!
Acredite, nada é por acaso, tudo está gravado em mesas de comando digital e tudo tem o seu momento!!!
Uma banda que se preze, a luz tem que ser igualzinha em todas as cidades, em todos os palcos, e acredite, não é fácil! No caso da foto, é o "iluminador: da banda Hori, do qual eu tenho orgulho em trabalhar junto!
Algumas peças, as mais importantes, viaja junto ao "Back Line" da banda, mais a grande maioria vem de empresas locais especializadas e iluminação senica.
Ele chega muito antes que os espectadores, checa com os técnicos locais o documento que ele envia com antecedência (Rider Técnico), montam e ele fica horas programando, gente, é muita coisa!
Não é mais nem menos que o som, mais ele está muito perto dessa coisa de sentimentos nas horas certas!
Ele tem que ter conhecimento técnico em computação, tecnologia em geral, tecnologia especializada, elétrica, eletrônica, música, trabalho em alturas e muito mais! Pra que vocês posam tem um idéia melhor, procure na internet aos shows ao vivo, e veja como a luz se comporta, sempre terá essa cara com essa responsabilidade na mão, enquanto vocês curte ao show!
Na próxima postagem, falarei sobre os técnicos de instrumentos!
Opinem, comentem!
Estou no twitter @kaduaudio, My Space kaduaudio, facebook kaduaudio e meu e-mail é kaduaudio@hotmail.com.
Kadu.

16 de nov de 2010

Técnico de monitor

Stage Monitor
Olá! Agora vou falar do técnico de monitor, técnico de monitor? Não, não é o cara que arruma monitor do computador ou coisa parecida, é o cara que cuida do som que os músicos ouvem.
Na postagem anterior, eu falei do técnico de PA, o de monitor é parecido, só que ele mixa um som diferente para cada músico, por exemplo, o baterista em sua grande maioria gosta de ouvir em primeiro plano o seu instrumento e o baixo, pois para que ele mantenha a parte rítmica da música, ele precisa ouvir o baixo que o conduzirá durante o show, e ai varia, se ele quer ouvir mais outros instrumentos, as vozes, guitarras, teclados etc... E o quanto de volume ele quer ouvir de cada instrumento, e isso acontece com todos os músicos. Cada um pede o som diferente, e é o técnico de monitor que faz isso, com uma outra mesa de som que não a mesma do técnico de PA. No caso da Banda HORI e nas principais bandas do mundo, os músico ouvem através de fones de ouvido sem fio, de alta fidelidade.
Por tanto, em um show existe no mínimo duas mesas de som, uma para o som do palco, e outra para o som de plateia.
A mesa de som que faz o som de palco, na grande maioria é igual a do PA, mais quando é mesa digital, podemos configurar para suas funções diferentes.
Mais mixar som não é apenas mais ou menos volume de cada instrumento, para que um instrumento apareça bem e bonito, existe muitas ferramentas, onde cada técnico tem sua experiências e assim  o faz criando milhões de variáveis.
Na próxima postagem, falarei do técnico de iluminação.
Obrigado galera!!!

14 de nov de 2010

Técnicos

Sid, Técnico de PA banda HORI
Agora eu vou falar um pouquinho sobre as funções da equipe técnica que trabalha em um show.
Na foto vemos o engenheiro de Áudio, Sid, ele atualmente acompanha a Banda HORI.
Ele é o engenheiro de PA. Mais o que é PA?
PA vem do inglês, public adress, (endereçamento ao público).
A função dele é mixar o som para as pessoas que vem assistir aos shows, cabe a ele deixar o som bom ou ruim, com peso ou outra característica qualquer. (Dependendo da qualidade do sistema oferecido a banda(falaremos disso mais tarde)).
O Sid conhece cada músico, o estilo, o timbre, aonde ele quer chegar, é o técnico de PA que deixa um instrumento com o som mais alto ou mais baixo, mais pra que ele faça tudo isso, ele tem que ter muita experiência em física, matemática, eletrônica e elétrica, e é claro, muito conhecimento em música. Fora conhecimento em computação e tecnologia em geral.
Hoje uma banda do porte da Banda HORI, faz com que agente tenha que ter conhecimento na tecnologia de ponta, conhecimento em áudio digital, que é transmitida em cabos opticos ou coaxiais.
Resumindo, ele é que faz o som que vocês ouvem!

9 de nov de 2010

Na estrada

Hoje, estou trabalhando para uma empresa de som especializada em equipamento de áudio profissional. O trabalho de hoje é montar e sintonizar o sistema de áudio, isso tudo dentro de uma emissora de televisão.
Um rede de televisão não comporta um banda toda, toda essa complexidade é feito por equipe extra.
Hoje estou trabalhando para a empresa que fornecerá o sistema para a banda do cantor Leonardo para a gravação do programa da Ana Rickiman. Essa foto mostra o estúdio com o cenário montado e nós da empresa entrando com o material a ser montado.
Na foto a direita, meu amigo Cacão, operador de monitor do Leonardo.
Esse é mais um "off" de como acontece o que vocês não vê.
Ainda essa semana, falarei como é cada função dos técnicos e produtores que estão sempre ao lado dos músicos e artistas.

7 de nov de 2010

Na estrada

Muitas pessoas não fazem a mínima ideia, mais um show começa a ser montado MUITAS horas antes.
Existe o complexo de estrutura de palco, som e luz e o backline, que é o que bandas como a Hori traz.
Backline é os instrumentos e amplificadores de guitarra e baixo, no caso da Hori, ainda vem junto a esquipe adicional de equipamento de som e luz.
A foto tras o exemplo de uma montagem ainda as 13hs, quando o show vai ser as 22hs. Isso mesmo! Muitas horas antes.
Existe a montagem os ajustes, passagem de som e luz.
Pra ajudar, como foi nesse dia, recebemos uma tempestade da qual derrubou parte do palco e danificou parte do sistema de som e luz, e se não fosse pela a experiência dos técnicos da equipe da Banda Hori, o Backline teria danificado também.
Isso é uma parte do que acontece quando se está na estrada!
Espero que estejam curtindo.
Na próxima vou explicar quantos técnicos viajam junto a Hori e a função de cada um.

4 de nov de 2010

Carta a minha Mãe

Carta a minha Mãe.
Mãe, é muito difícil eu falar agora, sinto muito a sua falta, mesmo com a gente não tendo o hábito de estarmos falando abertamente, mesmo que agente não tenha um aproximação assim como aquela família “doriana”, era o que eu sempre precisei, de chegar e a senhora estar ali.
Seu colo, mesmo a distância me dava o que todo mundo quer ter, a sensação de protegido, de acolhido, de estar em casa.
A sua inteligência nos da orgulho, e mais uma vez, a sensação de proteção, pois a Senhora sempre sabia nos ensinar e nos explicar sobre a vida, sobre as pessoas sobre o mundo.
A mima é lógico que nos da saudade e mais uma vez a sensação de proteção.
Estou a dias me martirizando com minhas falhas, o período em que a senhora esteve no hospital é o que mais me mostra a incapacidade de te dar o que a senhora precisava de mim, ou o mínimo. e isso me entristece muito. A Senhora sempre disse que nós dois éramos muito parecido, e por isso mesmo que só eu sei o que a Senhora precisava, e ao me colocar em seu lugar, vejo o quanto errei.
O Hospital não foi digno a sua coragem, a sua pessoa, a sua altura, porém, agradeço a Deus por todos os profissionais que a acompanharam, pois o carinho e dedicação que muito o tiveram foi o que nos dava a esperança e a Paz de a Senhora estar tranquila em seu tratamento.
O orgulho de tudo e de como a Senhora encarou, nos dá uma admiração da qual não tem palavras pra explicar.
Mais sinto mesmo por todo esse tempo, esse tempo em que a Senhora mostrou como é guerreira, nesse tempo em que nos deu lição de como se deve encarar de frente o maior problema de sua vida, e nessa hora em que a senhora mais precisou da gente, eu, covarde, pequeno e não digno de ser seu filho, me escondi em minha depressão, depressão essa que veio do final de meu relacionamento com a Lívia, em quanto eu sofria por ela, ela estava já com outra pessoa, e a Senhora ali, na cama, na minha frente, em plena luta e eu acovardado olhando ao chão.
Não te peço perdão pois seria muito pequeno da minha parte, pois seria como esconder o que eu fiz. Mais espero que eu não tenha atrapalhado seus deveres e obrigações por isso.
Agora em sua ausência, tenho assistido toda a minha vida ao seu lado, tudo que fizemos, tudo que passamos, e apenas uma coisa é maior que a saudade, é o orgulho da oportunidade que Deus me deu ter nessa encarnação, ter tido a honra de ser seu filho!
Espero que, enquanto eu estiver aqui na terra, que eu possa estar sempre dando frutos de tudo que a Senhora me ensinou, de tudo que a senhora foi e é!
Espero que ao menos agora eu não a esteja atrapalhando em sua nova forma, em seu novo rumo.
Perdoe por eu falhar tanto, por eu estar sempre a mercê de uma mulher, de eu me dedicar tanto e sofrer com as concequências. Perdoe por eu não ser tão forte como a Senhora é, perdoe por que não ter estado 100% ao seu lado, mesmo em casa, quando ainda não sabíamos o que a Senhora tinha. Eu gastava todo meu tempo com as namoradas e não me dedicava o quanto a Senhora merecia e eu queria.
Perdoe por eu espalhar que a Senhora não estava sendo uma boa mãe pra mim, ao não entender de eu jantar e tomar banho nas madrugadas...
A ti, tenho certeza de que está sendo bem cuidada, no mínimo ao lado do Tio, da Avó Maria, de seu Pai, e de mais pessoas da qual a Senhora ama e esta se realizando agora!
Mãe, essa carta é mediucre perto de tudo que quero te dizer, de tudo que sinto, de tudo que a Senhora é! Mais é uma maneira de eu sentir que estou falando com você.
Que Deus te de o que merece (e Ele é justo), que a Senhora sinta orgulho de mim, pois em ti me espelhei, que a Senhora seja sempre a minha mãe, e que me perdoe por tudo que não fui.
Guerreira! Forte! Exemplo de vida e de luta! Sou muito honrado em ter passado essa jornada ao seu lado, espero poder estar sempre perto de ti, e que se Deus assim permitir, que a Senhora dai, possa estar cuidando de mim, como sempre cuidou, sem ser a família “doriana”!
Amo a ti mais do que tudo, apenas não mais que a Jesus Cristo e a Deus!
Que Deus te abençoe e te proteja, te guarde e te mime!
Eu te amo! Amo de verdade, um amor que é único e verdadeiro, o verdadeiro amor de filho a uma grande mãe!
Saudade!
Du.

TV Terra.

Oi galera, hoje quero contar um pouquinho como funciona o back stage, na medida do possível, pois aqui na estrada as coisas são sempre bem corridas, hoje estamos aqui em São Paulo, pra fazer um show especial, o show será transmitido de dentro de um micro estúdio da TV Terra. Temos 1h pra fazer o trabalho de 4hs! O espaço físico é 30% do espaço que precisamos, mais o show, pra todos que estarão nos vendo, tem que ser o mesmo.
Assista hoje 04/11/2010 a partir das 18:30hs www.terra.com.br/chatshow
Valeu!

Na estrada

Olá a todos, aqui vou colocar minhas experiência na estrada, o que rola no Back Stage, no bus, no avião, em fim, aqui quero passar como é a vida da qual não aparece no show!
Sejam bem vindo!!!

27 de out de 2010

Mentes Pensantes

  Olá pessoas, nessa potagem quero aproveitar pra deixar vocês com um "?" na cabeça, se conseguir isso já me dou por satisfeito.
  Tenho reparado que cada vez mais temos acesso a "informações" seja pela a internet, rádio/TV etc...        Porém não vejo ninguém realmente pensando a respeito da informação que está recebendo, deixando com que entre sem questionamento a ideia lançada no ar.
  Existe a informação sim, mais o conteúdo é muito pequeno. Ou quando não se pode escapar de mostrar um assunto que a midia não queria assim mostrar, é editado e formulado da maneira com que o responsável de passar informação forme a opinião própria, e nós que temos preguiça de pensar, aceitamos sem questionarmos...
  Gostaria de deixar aqui a ideia de passarmos a pensar, isso mesmo, pensar! Não estamos fazendo isso a anos, e apenas nos enchendo de informações pré estabelecidas por fontes das quais não temos nem ideia de sua credibilidade.
  Nossa situação atual em nosso país é o maior exemplo disso, frases corriqueiras como: Nosso presidente não presta! Nosso Governador é ruim! Ok! Ótimo! Temos mesmo que não dar moleza, mais ai eu pergunto, porque é mesmo que nosso Presidente não presta? Nosso Governador é ruim por qual razão? Ou, ele é bom por qual razão?
  Porque eu gosto da banda X ou Y?
  Porque assisto o canal tal ou o outro?
  Hoje existe é formadores de opinião, o que não existe é a verdade do ocorrido, ou a clareza do que acontece, ou o que nós nem imaginamos que acontece.
  Ontem fui assistir Tropa de Elite 2. Ótimo filme na minha opinião, mais saí muito triste, pois o resumo da grande maioria era: Se existisse mais doi Capitões Nascimento, esse País seria outro!
  Com certeza! Acabaria esse País, virando uma guerra de cidadão contra cidadão, pois se tiro resolve-se desequilíbrio e desigualdade social, o Estados Unidos com sua grande tropa militar teria dominado o mundo e seriam muito feliz, ao contrário de quase ter dado um bug no capitalismo.
  Cultura é a palavra chave! Conhecimento! Educação!
  Porque ainda existe pessoas dirigindo bêbado e atropelando o próximo, porque se multas anticonstitucionais funciona-se precisaríamos apenas cobrar tudo, porém não é o que vemos nas ruas.
  Seja um cidadão, vá atras de conhecimento, descubra como realmente funciona a política, como funciona uma sociedade moderna, e o que realmente precisamos para sermos uma sociedade educada, respeitada e feliz.
  A corrupção está em todos os lugares, inclusive em você!
  Vamos pensar?
  Por favor, me chinguem, me questionem, concorde ou descorde, mais vamos pensar?
  Eu ainda credito no bem, e você?
   Kaduaudio