14 de dez de 2010

Engenheiro de sistema/Técnico de som

Como as coisas funcionam!
Tenho que contar um segredo, sabe o palco, a estrutura de som, a de luz, telão e outros sistemas que envolvem um show? Não pertence a banda! Existe empresa especializada em cada setor de um show. Aqui vou começar falando da empresa de sonorização profissional (Sound-Reiforcement)
Essa empresa é portadora do sistema por um todo que envolve a sonorização de um espectáculo. É ela que tem o Know-how de obter sistema X ou Y e oferecer pro mercado, é algo muito complexo e de estrema responsabilidade. Um sistema de caixa de som pendurado pode chegar a mais de 2.000 quilos. E ao subir esse peso pode triplicar. E como as caixas de som fica pendurada e vibrando com o som durante o evento, existe cálculos que determina a margem de segurança, como por exemplo o nylon é de 7:1. Se o sistema pesa 1.000 quilos, o Nylon tem que aguentar 7.000 Quilos!!! Fora que existe todo um procedimento de segurança para içar esse sistema para ficar na melhor posição em relação a dissipação de som ao público.
Hoje existe softwares que determina a altura, a quantidade de caixas e o posicionamento entre elas e do conjunto das caixas. Mais quem faz isso? Ai entra o Engenheiro de sistema. Eu trabalhei como engenheiro de sistema em uma das maiores empresa da América latina por 10 anos, foi lá que devo todo o meu Know-how adquirido. Você recebe o documento técnico da banda, recebe as informações do espaço a ser sonorizado, trabalha no software pra optimizar a cobertura sonora e dentro da empresa, separa e revisa o sistema a ser utilizado. Um sistema contém, racks de diversos equipamentos. Amplificadores, processadores de sinal, processadores de dinâmica, reprodutores de midia, sistema de transmissor e sistema de receptor sem fio, sistema de gerênciamento de energia, sistema de distribuição de energia, equipamento de alpinimos para o técnico que vai subir para pendurar as caixas de som, racks de mesa de som e racks dos acessório das mesas de som. Fora todo o sistema de cabos.
Uma equipe técnica é formada por FOH engenieer, Stage monitor engenieer, Rigger, AC engenieer, Trucker, Stage technician.
Veja nessa foto, um sistema da marca d&b, pronto para subir. Esse é um sistema de tecnologia Line array (Alinhamento em linha) 99% dos shows hoje usam essa tecnologia, que exige muito conhecimento do engenheiro que vai dimensionar todo o sistema.
Então até agora vimos que, existe um sistema enorme que fica dentro de uma empresa, alguém tem que estudar qual sistema será usado, dimensioná-lo, fazer a logistica de como esse equipamento chegará ao espaço do show, e monta-lo. simples! Já falamos de mais de três dias de trabalho, e o sistema acaba de chegar.
Se o show é as 20hs, a passagem de som é no máximo as 14hs, isso se a equipe técnica for muito boa. Se temos que passar o som as 14hs, então temos que chegar no local do evento as 6hs, pra chegar no local do envento as 6hs, acordamos as 4hs 30min... Se começar o show as 20hs como combinado, o show deve acabar as 22hs, depois entra o som do DJ que acaba as 2hs já do dia seguinte, se a empresa for boa e sua equipe também, as 6hs da manhã está tudo guardado dentro do caminhão! E a equipe técnica chega em casa as 8hs, 28hs depois de ter acordado no dia anterior, isso se não tiver um novo evento a fazer!!! Entendem porque eu nunca sei que dia é hoje e estou sempre cansado? hahaha
Mais as vezes as coisas dão errada... Cálculos mau feito, ou alguém que não fez a lição de casa. Esse sistema estava sendo içado a 13mts de altura, ao sair do chão a estrutura de alumínio não aguentou, e infelizmente eu estava lá em cima, em cima dele, apertando os ajustes! Mais Graças a Deus ninguém se feriu. E nada estragou pois esse é um sistema Turbo-Sound da Inglaterra, o mesmo utilizado nos shows do Pink Floyd e o Oasis.
Aqui estou instalando esse equipamento amarelo que vai puxar pra cima o sistema de caixas de som que chamamos de PA, estou a 16mts de altura, aqui as pessoas ficam pequinininhas lá em baixo, e um erro, ou eu me machuco, ou machuco alguém abaixo de mim, a responsabilidade é dobrada! Essa função é chamada de Riger.
Estou em Minas Gerais.

Nessa foto a direita, estão os equipamentos usados para eu ter segurança e mobilidade lá em cima, para subir e descer.
Aqui envolve conhecimento em trabalho em altura, segundo as normas Brasileiras de segurança, trabalho em altura é tudo que se faz acima de 2mts de altura, um tombo acima de 2 mts pode causar traumatismo craniano!
Uma peça que pesa 100gr, quanto pesa ao cair de 15 mts de altura? Já pensou o que aconteceria se eu derruba-se uma peça lá de cima e caísse em uma pessoa? Percebem que não estamos falando de som nem sistemas?

Como os sistemas de Line array são muito técncicos, é normal que depois de instalados a sua altura pré determinada pelo o engenheiro responsável e pelo software, que precise de pequenos ajustes, ai o Riger tem que subir acima do sistema e descer em uma corda pra chegar até o sistema, trabalhar e voltar ao chão.
Ai entra o conhecimento em rapel, alpinismo. E se não tiver uma pequena experência pode causar problemas. A corda pode enroscar na camiseta, você pode confundir e segurar a parte errada da corda, o nó onde a corda está presa é um nó especifico e assim por diante.

Agora tudo isso tá ligado aonde? Pode ter certeza que não é em uma tomada ou disjuntor.
Tudo isso é ligado a um gerador de energia, dimensionado para sistema de sonorização, pois o consumo pode chegar a 250 Amperes. As vezes até mais! No Reveion de Copacabana usamos 350 amperes! Se não for bem dimensionado como distribuição, cabos e conectores, não tem show. Energia é coisa séria e ela não avisa que vai dar errado!
 Essa foto a esquerda é um show montado na Australia, um dos técncicos foi Guto Monteiro, grande amigo meu que se mudou pra lá pra trabalhar em shows desse porte.
Abaixo a foto de um sistema de grande porte montado na praia de Botafogo/RJ.
Ao fundo o sistema pendurado é da Electro Voice, EUA, 18 elementos por lado.
Aqui a console é 100% digital da Digidsegn Venue series, modelo D-Show.
Nesse evento eu fui o Riger e o FOH engenieer. Foram três dias de montagem, 8 hs de show e 8 horas de desmontagem! Adivinha o que fizemos no avião de volta pra casa: ZZZZZZzzzzzzzzzzZZZZZZZ
Espero que tenham gostado dessa abreviação do que é um show. Estou a disposição para tirar qualquer duvida. Comentem no Blog, ou mandem um Twiiter para @kaduaudio, ou no Facebook kaduaudio, pode ser por e-mail: kaduaudio@hotmail.com!

13 de dez de 2010

Roadie

Wetinho Técnico de Bateria banda Hori
Hoje irei falar de anjos. Sim! Anjos! Disse que seria sobre os Roadies não é? Se eles não são anjos então eu não entendo nada de anjos!
Esses caras, são responsável pelos os instrumentos e acessórios, o que chamamos de Backline!
Backline é: amplificador de guitarra, amplificador de baixo, teclado, bateria, percussão, em fim, tudo que o músico usa. Mais não é simples assim. Além de eles serem responsáveis, eles sabem exatamente como o músico gosta que esteja montado, afinação, tamanho da correia, altura do instrumento e muito mais!
O show na verdade começa um dia ou mais antes da apresentação. Os Roadies vão aonde os Backline estão guardado, revisam, colocam no transporte, supervisiona essa montagem do transporte. Na cidade do show, supervisionam o transporte da onde veio o Backline até o palco, e ai começa o serviço... Como assim? Se percebeu quantas coisas acontece antes deles começarem a trabalhar? Eles estão trabalhando a dois dias já!!!
Lá eles começam a montar a parnafenária toda!!!
Bandas grandes levam seu próprio Backline, como no caso da Hori. Aonde está a parte que os titulam como anjo?
O que é um anjo se não aquele amado que sai do nada e não deixa você se machucar, ou dar alguma coisa errada na sua vida? Eles sabem exatamente a que hora o músico vai querer alguma coisa. Mudar de guitarra, pedir uma água, precisar de uma palheta ou baqueta nóva.
Sem contar que tudo foi montado com muito carinho e dedicação, acredite, se um Roadie não fez seu trabalho direito, o show não tem a mesma energia! Viu quanta responsabilidade?
E quando quebra a corda da Guitarra? Os caras trocam em um tempo menor que uma música, e a entrega afinadinha! Já vi o Witinho Roadie de bateria  do Baterista Xande Bispo, trocar a pele da caixa da bateria antes da música acabar!!!
durante o show eles acessória os músicos tecnicamente e como anjos!
Humberto e seu Kit primeiro socorros
Olhe no detalhe da foto o Roadie Humberto com seu set'up de primeiro socorros cuidando do baixo do Xande Bispo! Isso é 6 horas antes do show!!! Acredita?
Muito bem! Os caras são anjos, são técnicos... Mais e quando acaba o show???
Ai é que o bicho pega, a galera do som quer ir embora, a galera da luz, a do cenário, o palco vida terra de ninguém! Os caras guardam tudo muito rápido pra não estragar nada e supervisionam o carregamento para o transporte! Enquanto o povo já esta lá fora!!! Os caras estão no palco, cuidando de tudo pra que volte pra casa no mais perfeito estado! Em fim, Roadie são os anjos do palco, sem eles até tem show, ninguém é insubstituível, mais ficaria muito mais pobre sem esses caras incríveis! Fora que eu ainda peço ajuda pra eles!!! hehehe
Não da pra não abusar de tanto boa vontade!!! hehehe Obrigado Roadies!!!!